?

Log in

Danças e contradanças [entries|friends|calendar]
salsa_de_noche

[ website | Atreve-te ]
[ userinfo | livejournal userinfo ]
[ calendar | livejournal calendar ]

Não é que tenha morrido,so não tenho vindo aqui [02 May 2009|12:51am]
[ mood | determined ]

A união zoofila esta a atravessar um momento dificil e precisa de ajuda de todos . Espreitem:


http:\\uniaozoofila.org

post comment

[03 Jan 2007|04:33pm]
[ mood | sleepy ]

3 comments|post comment

[11 Nov 2006|07:47pm]
[ mood | happy ]

http://menina-nao.blogspot.com

7 comments|post comment

[26 Sep 2006|09:22pm]
[ mood | confused ]

Alguma vez estiveram entre dois amores?

14 comments|post comment

[04 Nov 2005|01:32pm]
[ mood | good ]




Prometemo-nos coisas que sabíamos irrealizáveis. Mas não chorámos. Talvez por não nos termos despedido. Quando dissemos um ao outro até amanhã, já ambos sabíamos que não haveria outra manhã, outro dia, em que as nossas vozes, os nossos sons tão aflitos chocassem fazendo eco nas salas cobertas de espelhos.
Nunca mais o vi. Nunca mais o quero ver. Não é preciso. Vive dentro de mim num lugar secreto.


Pedro Paixão
in "Ladrão de Fogo"

8 comments|post comment

[02 Jul 2005|11:43pm]
[ mood | calm ]

Ando sem tempo nenhum para o LJ como ja devem ter percebido , por isso vou fazer uma pausa . Continuarei a visitar-vos mas por enquanto isto esta fechado .

3 comments|post comment

[20 Jun 2005|11:51pm]
[ mood | busy ]

Nada me podia perturbar mais do que o facto de já não saber para quem escreves...

3 comments|post comment

[13 Jun 2005|11:48pm]
[ mood | loved ]

E se um desconhecido vos oferecer rosas? E se for tao simpatico que é dificil recusar ?
E se depois das rosas vier um convite para cafe (de novo dificil de recusar)?
E se esse cafe se prolonga se ha ja sete meses ? É a minha historia e parece que resulta ja la vao sete meses .

"Um encontro é sempre um início de universo "

29 comments|post comment

Ando sem vontade de escrever aqui [08 Jun 2005|10:42pm]
[ mood | depressed ]

É muito dificil ver alguem que admiramos muito a morrer lentamente a cada dia que passa O_o
Como se ajuda alguem que nao quer ser ajudado?

18 comments|post comment

[02 Jun 2005|11:00pm]
[ mood | sad ]

Escuro

Poesia de Daniel Faria

4 comments|post comment

Ele e ela [26 May 2005|02:10pm]
[ mood | energetic ]

Hoje encontrei isto numa das minhas "andanças" pela net,gostei tanto decidi partilhar :


Oração feminina

Meu Deus
Eu te peço...
Sabedoria para entender o meu Homem,
Amor para perdoá-lo,
Paciência pelos seus actos,
Porque, meu Deus, se eu pedir força
Ainda lhe parto os cornos...

E para nao dizerem que so nos é que temos direito


Oração masculina

Pai nosso que estás no céu
Santificadas, sejam as nossas gajas
Venha a nós as gajas boas
Seja feita a nossa vontade
Assim na cama como no carro
Gajas novas, nos daí hoje
Perdoaí o sexo anal
Assim como nós perdoamos a menstruação
Não nos deixeis cair em adultério
Mas libraí-nos dos rotos
Amén



Bom feriado para todos *

21 comments|post comment

[23 May 2005|12:34am]
[ mood | content ]

Devia morrer-se de outra maneira.
Transformarmo-nos em fumo, por exemplo.
Ou em nuvens.
Quando nos sentíssemos cansados, fartos do mesmo sol
a fingir de novo todas as manhãs, convocaríamos
os amigos mais íntimos com um cartão de convite
para o ritual do Grande Desfazer: "Fulano de tal comunica
a V. Exa. que vai transformar-se em nuvem hoje
às 9 horas. Traje de passeio".
E então, solenemente, com passos de reter tempo, fatos
escuros, olhos de lua de cerimónia, viríamos todos assistir
a despedida.
Apertos de mãos quentes. Ternura de calafrio.
"Adeus! Adeus!"
E, pouco a pouco, devagarinho, sem sofrimento,
numa lassidão de arrancar raízes...
(primeiro, os olhos... em seguida, os lábios... depois os cabelos... )
a carne, em vez de apodrecer, começaria a transfigurar-se
em fumo... tão leve... tão subtil... tão pólen...
como aquela nuvem além (vêem?) — nesta tarde de outono
ainda tocada por um vento de lábios azuis...

José Gomes Ferreira



Eu queria morrer assim...

4 comments|post comment

[17 May 2005|11:40pm]
[ mood | content ]

Tagged by ekstravaganza


1- Total number of films I own on DVD/video:
Varios ,peço desculpa mas nao consigo contar : p

2- Last movie I bought:
"O rei leão “

3- The last film I watched:
"Vanilla sky” na tv


4- Five films that I watch a lot or that mean a lot to me:

"American Beauty”

"Moulin Rouge"

"Habla com ella “

" 21 Gramas”

"Eternal sunshine of a Spotless mind “

Now
-folhas_soltas
-morningeuphoria
-kollaps
-ovelhao
-lula_assassina


I tag the 5 of you

6 comments|post comment

[16 May 2005|10:46pm]
[ mood | scared ]

Tatuagem marcada para a proxima segunda feira O_o
Tou com medo mas ao mesmo tempo cheia de vontade que a segunda chegue rapido .

21 comments|post comment

[13 May 2005|08:12pm]
[ mood | stressed ]

A criança em ruinas

Finalmente o fim de semana chegou *

8 comments|post comment

[09 May 2005|11:06pm]
[ mood | busy ]

-Vou guardar as tuas mãos na paixão que tenho por ti,
mas não te posso revelar o meu nome, nem precisas de o saber.
Chama-me o que quiseres, dá-me um nome para que possamos amarmo-nos.
Aquele que tinha perdi-o no caminho até aqui.
Pertencia a outra paixão, e já a esqueci.
Dá-me tu um nome para eu poder ficar contigo...


Al Berto
excerto de "Lunário"

6 comments|post comment

[04 May 2005|10:53pm]
[ mood | okay ]

Comment here with your name and I'll tell you something I adore (or at least mildly like) about you. Afterwards, copy and paste this into your own journal.

Descaradamente roubado a nina ekstravaganza .

18 comments|post comment

[03 May 2005|01:02am]
[ mood | Com uma crise de existencial ]

COMO PODERÁS ENTENDER?

lembro-me sobretudo desses dias.
depois do sol tu vinhas.
eram belas as túnicas de argel e as velhas botas espanholas
que te dera o último amante.

ele gritava
give me some truth give some truth
e tu rias rias como em noites de festas pagãs.

hoje
sentado neste bar quinhentista e fluvial de um país
sonâmbulo
vejo
os pequenos barcos do rio que se dirigem para oeste
enquanto os marinheiros do passado há muitas
horas bebem aguardente.

tu
perdida nas vertiginosas danças bárbaras como
antigamente
como poderás entender esses lugares de paixão
onde me sento e bebo
ouvindo as histórias da época prodigiosa?

José Agostinho Baptista

5 comments|post comment

Apenas um desabafo [01 May 2005|02:24am]
[ mood | sad ]

Há uma coisa que nunca te disse e que me atormenta sempre no escuro do meu quarto, como esta impossibilidade de te olhar . Há tanto que nunca saberás …. Um dia não muito distante ,disseste-me que querias ser o vento que desejo ,sem sequer perceberes que sempre o foste. Mas como o vento partiste sem olhar para trás e quando voltaste já era tarde ,menti te quando disse que te deixei de amar.Os anjos conseguem sempre ser terríveis ,se ao menos te conseguisse apagar … Nao me escrevas mais coisas tontas ,que nos fazem sonhar. Não me prometas mais o que não podes cumprir e não sonhes mais com o que não vamos realizar , porque partiste sem me avisar?
Os sonhos que se cumprem sao tao raros ....

26 comments|post comment

A minha eterna paixão por sapatos [25 Apr 2005|08:06pm]
[ mood | crazy ]

shoes


</center>Enquanto a inspiraçao não chega...

7 comments|post comment

navigation
[ viewing | most recent entries ]
[ go | earlier ]